.bookmark{ padding:0px; margin-top:15px; background:#ddd; } .bookmark a:hover { position: relative; top: 1px; left: 1px; } .bookmark img { border: 0; padding:0px; margin-top:15px; } -->

Tamanho da Letra

-A - +A

O longo período de maturação dos seres humanos

Twit This! |

Em comparação com os outros mamíferos, os humanos não são seres especializados. Em espécies aparentadas com a nossa, os jovens são muito mais parecidos porque não se especializaram anatomicamente. Mas isso ocorre com muita rapidez. Logo se atinge a maturidade, fazendo com que o adulto se torne muito diferente do jovem. O chimpanzé amadurece sexualmente aos cinco anos, e seus ossos do crânio se fundem na mesma época. Nos seres humanos o amadurecimento sexual ocorre entre os 12 e os 14 anos e a fundição dos ossos do crânio aos 16.

O chimpanzé amadurece sexualmente aos 5 anos

Esse padrão de desenvolvimento desacelerado faz com que o humano adulto conserve características juvenis. E isso não apenas anatomicamente, mas principalmente na capacidade de aprender. O homem mesmo depois de maduro, conserva essa capacidade.

Além disso, nós nascemos muito frágeis. O tamanho do nosso cérebro não nos permitiria nascer se ocorresse um crescimento mais rápido da criança no útero materno. Por essa razão, a criança no útero materno, no processo evolutivo, passou a crescer mais lentamente, nascendo impotente para sobreviver sozinha e assim permanecendo por um longo período. Assim, os pais precisam cuidar dos filhos durante um tempo muito longo, despendendo com isso muita energia e trabalho. A longa convivência da mãe com o filho desenvolve complexas relações de afetividade.

O bebê, é dependente dos pais por um longo período.

 

Tudo isso aumentou a sociabilidade e a cooperação nos grupos humanos, o que parece estar ligado às necessidades de sobrevivência do grupo, representando maneiras de garantir o cuidado e a proteção das crianças.

PEDRO, Antônio. História da civilização ocidental. ensino médio. volume único.

Assine nosso feed. Obrigado pela visita e volte sempre!

 

1 Comentário:

Luis Pereira disse...

Muito legal o post Susi, interessante saber que nosso cérebro é tão pequeno no útero e por isso nos tornamos dependentes. Acho que estudar a evolução humana faz parte do auto conhecimento que todos devemos ter.
Um abraço!

 

©2009 HISTOBLOG - História Geral | Template Blue by TNB